Câmara abranda regras da Previdência para policiais, inclusive do DF


foto: EBC

Foi aberta na quinta-feira (11/07/2019) uma sessão na Câmara dos Deputados para avaliar e aprovar alterações propostas ao texto-base da reforma da Previdência.


O Podemos, com apoio do PSL, apresentou um destaque que abranda as regras de aposentadoria de policiais federais – incluindo policiais civis do DF.

A alteração foi aceita por 467 votos a favor, 15 contra e uma abstenção.


Segundo o texto apresentado policiais federais, rodoviários federais, ferroviários federais, policiais civis do Distrito Federal, policiais legislativos, agentes socioeducativos e agentes penitenciários federais passam a ter a idade mínima passa de 53 anos (homem) e 52 (mulher) para se aposentar, com tempo de contribuição de 20 anos (homem) e 15 anos (mulher), com um pedágio de 100% do tempo de trabalho a ser cumprido.


A medida também prevê a integralidade, ou seja, aposentadoria com o último salário recebido enquanto estava na ativa.


Segundo matéria publicada pelo Portal Metrópoles: "a proposta foi negociada pelo próprio presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), pressionado pela categoria. O governo chegou a negociar a mesma proposta com os integrantes da segurança pública ainda na fase de tramitação na comissão especial, mas o grupo não aceitou, com a esperança de ter a redução de pedágio para 17%, equivalente às Forças Armadas, por um destaque no colegiado. Isso, contudo, foi negado".

0 visualização
LOGO AMEBRASIL verticalAtivo 1_3x.png