Em carta, Fórum das Associações Representativas dos PMs e BMs do DF solicita reunião com governador





FÓRUM DAS ASSOCIAÇÕES REPRESENTATIVAS DOS POLICIAIS MILITARES E DOS BOMBEIROS MILITARES DO DISTRITO FEDERAL



ASOF/PMDF – ASSOR PM/BM – ASS/ARMILC – ASSOF/CBMDF – CIFAIS – CAP – CLUBE DOS BOMBEIROS – COPM – CRESSPOM – OS/IDEMCI




Brasília-DF, 16 de novembro de 2021


Excelentíssimo Senhor Governador,


Cumprimentando-o cordialmente e reconhecendo o esforço do governo em buscar alternativas viáveis para recompor a remuneração dos militares da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, corroídas pela inflação dos últimos anos, o Fórum das Associações representativas dos Policiais Militares e Bombeiros Militares do Distrito Federal, vem, respeitosamente, solicitar audiência com Vossa Excelência para tratar sobre essa questão, sendo importante a presença dos Senhores Secretário de Segurança e Comandantes Gerais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar.


Tal solicitação tem o objetivo de submeter à vossa apreciação e aos membros do Governo, propostas que buscam promover a recomposição salarial desses profissionais responsáveis pela manutenção da ordem, defesa civil e proteção de vidas e bens dos cidadãos brasilienses, mesmo com o sacrifício da própria vida.


Convém relembrar pela história recente da remuneração dos militares do Distrito Federal, que o último reajuste real aconteceu em 2013, distando quase 10 anos.


Em 2014 foi instituído o auxílio moradia, que atende desigualmente a uma parcela dos militares e diante da composição familiar muitos só recebem diminuta parcela e outros sequer têm direito a recebê-lo.


Some-se a isso o Decreto nº 10.418, de 7 de julho de 2020, que além do tempo de serviço também aumentou os descontos para o Sistema de Proteção Socialdos Militares, tendo consumido quase totalmente o percentual de acréscimo da lei 14.059/2020.


A inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA, acumulada somente entre março de 2015 e outubro de 2021, chegou ao patamar de 36,21% (trinta e seis virgula vinte um por cento), anulando o que foi concedido no mesmo período e aprofundando os problemas pelas quais os referidosprofissionais e suas famílias vêm passando.


Diante da breve exposição das dificuldades que enfrentam os nossos militares, ratificamos o desejo de ser atendido por Vossa Excelência e respectiva assessoria para apresentação formal e detalhada dessa realidade, bem como da tabela de reajuste da remuneração, a qual entendemos ser justa e necessária para com os abnegados servidores que se dedicam à proteção de nossa cidade e de sua população.



Respeitosamente,


Mauro Manoel Brambilla Cel PM Ref


Coordenador

2 visualizações0 comentário