Estaremos sempre Alertas! Mensagem da Liga da Defesa Nacional em ocasião do sei 103º aniversário



A Liga da Defesa Nacional foi fundada em 7 de setembro de 1916, há 103 anos, portanto, por um grupo de notáveis brasileiros, liderados pelo poeta-cidadão Olavo Braz Martins dos Guimarães Bilac, simplesmente Olavo Bilac, cujo aniversário natalício transcorre em 16 de dezembro. Eis o motivo dessa Cerimônia, que anualmente realizamos no final do ano, para a outorga da comenda da Ordem do Mérito Cívico. Essa honorificência é concedida a eminentes personalidades que se distinguiram e vêm se distinguindo na prestação de bons e relevantes serviços à Pátria e/ou no eficaz apoio às nossas atividades.


O presente ano reveste-se de um significado ímpar, posto que é o do centésimo-primeiro aniversário da morte de Olavo Bilac, acendrado patriota, excepcional tribuno, "Príncipe dos Poetas Brasileiros", que faleceu aos 53 anos, em 28 de dezembro de 1918, em sua cidade natal, o Rio de Janeiro, dois anos depois de fundar a hoje centenária e benemérita Liga da Defesa Nacional. Ele é o Patrono de nossa Instituição e, outrossim, do Serviço Militar Obrigatório. É dele uma antológica Sentença, quando da Solenidade de criação da Liga, ao afirmar que aquela data "era, para a nossa História, o complemento e o remate da obra do Sete de Setembro de 1822, a vitória da verdadeira Independência de nossa nacionalidade". E disse mais que os objetivos que a entidade buscaria colimar seriam "a difusão de valores cívicos e morais, sem qualquer envolvimento com atividades políticas, credos religiosos ou filosóficos".


Ao longo de sua rica e profícua evolução histórica, durante mais de um século, a Liga da Defesa Nacional engajou-se em inesquecíveis campanhas em prol da brasilidade. Assim, propôs ao governo, nos idos de 1930, a obrigatoriedade do ensino da língua portuguesa nas colônias de imigrantes e a inclusão nos currículos escolares, de assuntos atinentes ao patriotismo, como a mandatória necessidade do canto do Hino Nacional e do culto à Bandeira. Nos anos de 1950, participou, ativamente, da cruzada "O Petróleo é Nosso" e, no começo do presente século, se posicionou, peremptoriamente, contra o lesivo "Acordo de Alcântara", por atentatório à Soberania Nacional.


Na atualidade, quatro magnas preocupações a afligem:


1a) a educação, tão desconsiderada e, desafortunadamente, ideologizada, em todos os níveis de ensino;


2a) a deletéria ofensiva de infames grupos desagregadores, que, com o apoio de mídias engajadas, vêm violentando as famílias brasileiras, na tentativa de sua degeneração moral, inclusive de nossas inocentes crianças;


3a) a cobiça internacional, da parte de nações hegemônicas, sobre as nossas"Amazônia Verde" e "Amazônia Azul", patrimônios inalienáveis do povo brasileiro, riquíssimas em biodiversidade, petróleo, água doce, minerais estratégicos, etc; e


4a) a atual conjuntura político-social, que reputamos de extrema gravidade, em face da insegurança jurídica que hoje, sem dúvidas, tolhe as ações da Operação Lava-Jato, beneficiando, em especial, os chamados "corruptos do colarinho branco"; e a incitação ao divisionismo, pela odienta luta de classes marxista-leninista, sob a forma do "gramscismo", segundo diretrizes do Foro de São Paulo.


Por derradeiro, nunca esqueçamos de que as nossas Unidades - territorial e linguística -, a integração nacional e a miscigenação racial são belas heranças lusitanas que necessitamos preservar e transmitir, com ufania, a nossos filhos e aos filhos de nossos filhos! Não apenas por isso, urge repelirmos, com veemência, ideologias materialistas, internacionalistas e ateias, eis que o nosso modo viver, livre e democrático, baseia-se em benditos princípios consagrados pelo mundo ocidental e cristão...


Senhoras e Senhores! A centenária Liga da Defesa Nacional permanecerá, iterativamente, a pugnar, com denodo constante, pela Soberania, Paz Social, Democracia, Integração Nacional, Integridade Territorial, Grandeza e Moralidade do imortal Brasil, País-Continente que não merece a canga de um destino mesquinho para o seu tamanho!


Em vigília permanente, estaremos sempre Alertas! "Tudo pelo Brasil!" continuará sendo o nosso lema!


Obrigado a todos pelas honrosas presenças! Feliz Natal e um Venturoso Ano-Novo!

E que nos sirvam de constante motivação, os inolvidáveis versos do Fundador e Patrono da Liga da Defesa Nacional, também Patrono do Serviço Militar Obrigatório, o ínclito poeta e patriota Olavo Bilac:


"Ama, com fé e orgulho, a terra onde nasceste! Criança! Não verás nenhum País como este!"


Muito obrigado!

0 visualização
LOGO AMEBRASIL verticalAtivo 1_3x.png