Metrópoles: Mudanças no reajuste devem ser tratadas com Planalto e Congresso


foto: HUGO BARRETO/METRÓPOLES

Segundo o Metrópoles, o Palácio do Buriti não reavaliará a proposta de reajuste para policiais militares e bombeiros do Distrito Federal. É o que afirmou o secretário de Economia, André Clemente, nesta tarde na Câmara Legislativa.


“Essa é uma agenda que foi cumprida pelo Governo do Distrito Federal (GDF), era uma promessa de campanha e já foi encerrada da parte do DF”, disse.

As tratativas entre a pasta, a Secretaria de Segurança e os comandos das corporações chegaram a um reajuste médio de 31,48%. No entanto, após a assinatura da proposta, associações das categorias manifestaram insatisfação com o aumento real trazido pelo acordo e os prazos para a mudança.


“Eventual problema não impede a tramitação, e essa agenda, da parte do Distrito Federal, até por orientação do governador, está executada”, reiterou Clemente. A saída apontada pelo secretario é de que as negociações sejam feitas diretamente com o governo federal.

“O que saiu do GDF está tecnicamente correto e eventuais ajustes que sejam necessários, a prerrogativa agora é do Congresso e do Palácio do Planalto. Se for do interesse, obviamente poderão ser feitos”, pontuou.

Leia a matéria completa, clicando aqui.

0 visualização
LOGO AMEBRASIL verticalAtivo 1_3x.png