Doria decepciona categoria policial com 0% em 2019 e 5% em 2020. Vai cumprir a promessa em 2 anos?


foto: RBA

A Associação dos Cabos e Soldados do estado de São Paulo publicou nota pública ao receber com extrema surpresa e decepção o anúncio do governador João Doria de apenas 5% de reajuste aos policiais do Estado de São Paulo.


Segundo a Associação, a expectativa da entidade e dos policiais era grande, visto que o governador sempre fez questão de reforçar seu respeito e admiração pelas polícias e ressaltava que elevaria bastante o patamar salarial dos agentes de segurança pública, porém.

Mas a a decepção chegou mesmo com o governador fazendo publicidade reconhecendo e apreciando os trabalhadores que diariamente arriscam suas vidas em prol da sociedade.  


Era esperado que esse reconhecimento e confirmação do discurso viesse também através de ações e valorização salarial e mesmo sabendo que o último reajuste da categoria foi em 2018, de apenas 4% após quase quatro longos anos sem nenhuma reposição, Doria deixou as polícias sem reajuste em 2019 e ofereceu um aumento de apenas 5% (e mais alguns benefícios aos ativos a partir de 2020).


A incerteza sobre o cumprimento da palavra do governador provocou a reação da Associação, que afirmou: "não podemos nos calar diante desse desrespeito aos policiais que dão suas vidas pela população e que sacrificam o tempo com suas famílias para trabalhar mais para não deixar faltar nada à mesa e conseguir honrar seus compromissos financeiros. Não podemos nos esconder diante dessa afronta aos aposentados e pensionistas, que ficarão com os ínfimos 5% de reajuste no ano que vem".

Política de segurança pública requer o equilíbrio entre materiais bélicos, viaturas e a valorização do ser humano. Mas a atitude do Governador Doria não demonstra essa preocupação. Muitos policiais estão morrendo, suicidando-se e trabalhando horas e horas em bicos enquanto aguardam a verdadeira valorização do Estado.


A ACS fez um levantamento que mostra que 100% dos policiais militares de São Paulo estão com endividamentos por empréstimos devido às baixas condições salariais há anos.


Com o anúncio realizado a sensação de desprestígio só aumenta. E a pergunta feita agora e se eles terão que esperar até o final do mandato para uma valorização digna e justa.


Bom, parece que não, segundo a matéria publicada, a Associação dos Cabos e Soldados buscará mudanças do projeto junto aos deputados estaduais na Assembléia Legislativa para melhorar a proposta e valorizar ainda mais as categorias.


E a AMEBRASIL se solidariza com essa luta, nossos policiais realmente merecem muito mais.


Para conhecer mais sobre a Associação de Cabos e Soldados do Estado de São Paulo, clique aqui.

0 visualização
LOGO AMEBRASIL verticalAtivo 1_3x.png