Governo do RN sanciona reajuste salarial e plano de carreira para PMs e BMs



Com a sanção realizada, será concedido um reajuste salarial de 23% para Policiais e Bombeiros Militares. O percentual, publicado no Diário Oficial do Estado neste sábado, dia 16, será escalonado em três anos.


Esse escalonamento foi acordado dessa forma entre o Governo do Estado e as Associações de Policiais e Bombeiros Militares porque iria gerar um impacto nas financias do Estado e agravaria a crise fiscal.


A divisão do reajuste ficou da seguinte forma:


2,5% a partir de março de 2020

2,5% em novembro de 2020

3,5% em março de 2021

3,5% em novembro de 2021

4,5% em março de 2022

4,5% em novembro de 2022


Com relação às promoções, o projeto aprovado diminui o tempo máximo de espera para progressão dos praças e estabelece, para os oficiais, a progressão de patente de forma automática após oito anos de permanência em um posto.


Novos valores - Reajuste de 23%


Soldados: R$ 3.571,82

Cabos: R$ 4.464,78

Terceiro Sargento: R$ 5.357,74

Segundo Sargento: R$ 6.250,69

Primeiro Sargento: R$ 7.143,65

Subtenente: R$ 8.829,56

Segundo Tenente: R$ 9.822,51

Primeiro Tenente: R$ 10.715,47

Capitão: R$ 12.501,38

Major: R$ 14.287,29

Tenente-Coronel: R$ 16.073,21

Coronel: R$ 17.859,12


Promoções:


Praças

Soldado para cabo: 4 ou 8 anos

Cabo para Terceiro Sargento: 3 ou 4 anos

Terceiro Sargento para Segundo Sargento: R$ 2 ou 3 anos

Segundo Sargento para Primeiro Sargento: 2 ou 3 anos

Primeiro Sargento para Subtenente: R$ 2 ou 3 anos


Oficiais

Após o tempo de permanência máximo em um posto (oito anos), a progressão de patente é automática; Dispensa da obrigatoriedade de constar em três quadros de acesso para a promoção por requerimento do tenente-coronel a coronel.


171 visualizações
LOGO AMEBRASIL verticalAtivo 1_3x.png